sábado, 26 de Setembro de 2009

CETICISMO A RESPEITO DE PROMESSA DE NOVA ERA NO G-20




Líderes mundiais prometeram uma nova era de cooperação Econômica no encerramento da Cúpula do G-20 em PITTSBURGH,EUA na Sexta-feira, endossando novas diretrizes para pagamento dos Executivos dos Bancos, um apertado cronograma pra a reforma regulatória e uma nova estrutura para propiciar um crescimento equilibrado.Mas pouco Progresso foi feito no que diz respeito a mudança climática.E Também, muitos especialistas expressaram dúvidas de que o acordo a respeito do crescimento, realmente resultaria em mudanças políticas Reais pelas nações Líderes.

¨Não existe mais um mundo Anglo-saxão e um Mundo Europeu , Disse Nicolas Sarkozy, O Presidente Francês, destacando a concordância nos Estados Unidos em implementar o Acordo de Basiléia II sobre Capitais e uma atuação mais dura contra os Paraísos Fiscais.As nações Européias concordaram em apoiar alguma forma de controle sobre a alavancagem dos Bancos, uma das Principais exigências dos Estados Unidos.O Presidente Barack Obama disse que a cúpula estabeleceu, uma era de cooperação.Nós tiramos a Economia da beira do precipício.Obama ligou a declaração da cupula com a prosperidade do cidadão Americano comum. ¨Nós precisamos agir em conjunto para assegurar-nos que a recuperação Econômica crie novos Empregos e industrias e ao mesmo tempo evite o tipo de desequilíbrio, que levaram-nos a essa crise.O G-20 não endossou um corte no pagamento deos Bônus, mas estabeleceu linhas guias, de exigir que uma grande proporção dos Pagamentos, seja efetuado após análise dos resultados a longo prazo.O G-20 prometeu transferir ao menos 5% das cotas do FMI as Economias emergentes, tirando na mesma prporção as cotas dos Países sobre-representados e transferir também ao menos 3% das cotas do Banco Mundial aos Países Emergentes.
¨O compromisso sobre os Bônus, será o fim da inaceitável e injusta alta Remuneração, que eram Propiciadas pelo antigo sistema¨disse Gordon Brown, Primeiro Ministro Britânico.


FONTE: Financial Times

TRADUÇÃO DE: AGEU ALVES DOS SANTOS




ABAIXO TEXTO ORIGINAL EM INGLÊS

Scepticism over G20 pledge of new era

By Krishna Guha, Edward Luce, Chris Giles and Gideon Rachman in Pittsburgh

Published: September 25 2009 06:24 Last updated: September 26 2009 00:51


World leaders promised a new era of economic co-operation at the close of the G20 summit in Pittsburgh on Friday, endorsing new guidelines for bankers’ pay, a tight timetable for regulatory reform and a new framework for balanced growth.

But little progress was made on trade or climate change and many experts expressed doubt that the accord on growth would actually result in policy changes by leading nations.

“There is no longer an Anglo-Saxon world and a European world,” said Nicolas Sarkozy, the French president, highlighting US agreement to implement the Basel II capital accord and a crackdown on tax havens.

European nations agreed to support some form of bank leverage ratio – a key US demand.

President Barack Obama said the summit laid the ground for an era of co-operation. “We’ve brought the global economy back from the brink,” he said.

Mr Obama linked the summit’s declaration with the prosperity of ordinary Americans. “We need to act together to make sure our recovery creates new jobs and industries, while preventing the kinds of imbalances and abuse that led us into this crisis.”

The G20 did not endorse a cap on bonus payments but established guidelines requiring a large proportion to be paid in deferred compensation.

The G20 pledged to shift at least 5 per cent of the shares in the IMF to emerging economies from over-represented nations, and transfer at least 3 per cent vote share in the World Bank.

“The commitment on bonuses will bring an end to the unacceptable and disgraced old system,” said Gordon Brown, the UK prime minister.

sexta-feira, 25 de Setembro de 2009

VINHOS DA ESPANHA

Apresento abaixo uma pequena mostra dos Vinhos tintos da Espanha.São excelentes vinhos; a Espanha é o País com a maior extensão vinícola do mundo, com 53 Denominações de Origem controlada (DOC ). Apesar disso está na 3ª Posição em termos Quantitativos, por detrás da França e Itália, respectivamente.Essa evidente baixa Produtividades de seus pedregosos e poucos Férteis terrenos, é compensada com sobras, pela excelente Qualidade de seus Vinhos.Infelizmente ( na minha Opinião ) no Brasil, são mais conhecidos os Produtos procedentes da França e da Itália, talvez seja resultado de uma percepção subjetiva para nós Brasileiros de que a França e Itália são países mais importantes.A Espanha ( antes da crise ) tinha Ultrapassado o PIB da Itália e a previsão era superar o da França.

Só como um parêntesis, quando viajei a Paris, em fevereiro desse ano pude observar nas prateleiras dos mercados Parisienses, a presença de vinhos Espanhóis.
Algumas das principais variedades de Uva autóctones são: Tempranillo ( a Uva símbolo da Espanha ), Garnacha,Graciano Etc.
Interessante notar, principalmente para nós Brasileiros que temos pouca tradição Enológica, que a vitivinicultura aqui na Espanha é uma industria muito importante, com as Empresas vinícolas sendo até cotadas em Bolsa. Algumas dessas empresas são: Bodegas Riojanas e Barón de Ley.Os Europeus quando fazem a compra mensal no supermercado, levam várias garrafas de vinho, da mesma maneira que levamos garrafas de refrigerantes aí no Brasil.

CLASSICAÇÃO

Os Vinhos Tintos Espanhóis em função do Tempo de Envelhecimento são classificados em:

JOVEN: SE CONSOMEM A PARTIR DOS 6 MESES, DEPOIS DA COLHEITA E NÃO REPOUSARAM EM TONEL DE MADEIRA.

CRIANZA: O TEMPO MÍNIMO ESTABELECIDO PARA ELABORAR UM CRIANZA É DE 2 ANOS E AO MENOS 6 MESES EM TONEL. O RESTO DO TEMPO ENVELHECEM EM GARRAFA.

RESERVA: REPOUSARAM UM MÍNIMO DE 3 ANOS, SENDO 1 DELES EM TONEL.

GRAN RESERVA: DEVERAM PERMANECER AO MENOS 4 ANOS EM REPOUSO, DOS QUAIS 18 MESES EM TONEL E O RESTO NA GARRAFA, TRADICIONALMENTE SÃO VINHOS DE GUARDA.




EXEMPLIFICO ABAIXO COM DADOS COMERCIAIS E TÉCNICOS UMA DAS MAIS CONHECIDAS VINÍCOLAS DA ESPANHA A EMPRESA : BODEGAS RIOJANAS

TÍTULO DO VINHO :VIÑA ALBINA 95

RESERVA:

80% tempranillo

12% de álcool

Produzido pelas Bodegas Riojanas : Cenicero(Rioja). 1890. www.bodegasriojanas.com. 20000 baricas.

Enólogo da Bodegas R.: Felipe Nalda Frias. Exporta para Dinamarca, Suécia, Suíça, Japão, Alemanha.

Bodega centenária, tradição de grandes vinhos, tipo Riojas Clássicos, Reservas e Gran Reservas. Seus dois mais destacados: Viña Albina e Monte Real. Inaugurou recentemente Bodegas em Mendoza. , 15% Mazuelo, 5% Graciano. 24 meses em barricas e 6 em garrafas.

Cor Rubi telha, Aromas de couro, torradas e frutas secas. Leve, boa acidez, a permanência e o final ricos em madeiras e torradas .


País: Espanha; Região: Huesca; Preço: R$ 59,00; Uva: Tempranillo, Cabernet Sauvignon, Merlot e outras; Tipo: Tinto.

    Lula vai à Europa vender avião da Embraer

    TÂNIA MONTEIRO - Agencia Estado

    Tamanho do texto? A A A A

    BRASÍLIA - A partir de terça-feira, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva começa a trabalhar como garoto propaganda dos aviões da Embraer. Na viagem de uma semana que fará pela Europa, Lula vai voar a bordo do Emb-190, adquirido pelo governo brasileiro para substituir os antigos Boeings 737, conhecidos como Sucatinhas. O primeiro exemplar do Emb-190 será entregue amanhã ao Grupo de Transportes Especiais da FAB. O segundo chegará em dezembro. Os aviões custaram R$ 150 milhões.



    A novidade do Emb-190 em relação ao Airbus 319, o Aerolula, é que o centro de comunicações do novo avião permitirá que o presidente Lula e as autoridades que estiverem a bordo usem internet para se comunicar com o governo. A exemplo do Aerolula, o Emb-190 terá uma cabine especial para o presidente e seus convidados, além de outros 36 lugares para a comitiva do mesmo tipo oferecido pela classe Executiva.



    Na cabine reservada fica o gabinete de trabalho, uma suíte com cama de casal, chuveiro e saleta com terminal de vídeo. Todas as comunicações via satélite são protegidas e codificadas eletronicamente, permitindo que as atividades de inteligência, comando e controle do governo possam funcionar a bordo.



    Lula embarca do Rio de Janeiro para Lisboa, na terça à noite, a bordo do Aerolula. Na capital portuguesa, troca o Aerolula pelo Emb-190, inaugurando o avião rumo a Copenhague, na Dinamarca, onde participará da cerimônia de escolha da sede das Olimpíadas em 2016.

    De lá, no domingo, o presidente Lula irá para Bruxelas, capital da Bélgica e, por último, para Estocolmo, na Suécia. De Estocolmo, Lula volta direto para o Brasil a bordo do Aerolula, já que o Emb-190 não tem autonomia para atravessar o oceano sem uma parada.



    Este novo avião, que já voa em outros países pelas companhia Lufthansa, Air France, Alitália, entre outras, será usado, principalmente para voos na América do Sul. O Emb-190 presidencial teve a autonomia original expandida e pode chegar a qualquer capital da América Latina sem escalas e até a África ou ao hemisfério norte com uma só parada.

    Tags: Lula, Embraer, avião, Europa O que são TAGS?

    Tesouro recém-descoberto pode revolucionar história medieval

    Descobridor, um desempregado, poderá ficar com 50% da venda dos artefatos a um museu interessado

    Associated Press

    Tamanho do texto? A A A A

    Arqueólogo apresenta peças de ouro encontradas em fazenda inglesa

    AP

    Arqueólogo apresenta peças de ouro encontradas em fazenda inglesa

    LONDRES - Trata-se de uma descoberta sem precedentes, que poderá revolucionar o pensamento acerca dos governantes germânicos da Inglaterra medieval. Um caçador de tesouros amador, trabalhando com um detector de metais numa fazenda, encontrou uma enorme coleção de artefatos de ouro e prata dos anglo-saxões.

    Descoberta lançará nova luz sobre a Idade das Trevas britânica

    Amador encontra maior tesouro anglo-saxão da Grã-Bretanha

    Britânico desenterra tesouro romano de 2 mil anos

    A descoberta causou um surto de entusiasmo na comunidade arqueológica britânica, que disse, nesta quinta-feira, 24, que o tesouro oferece um novo olhar sobre o mundo dos anglo-saxões, que governaram a Inglaterra entre a queda do Império Romano e a invasão normanda de 1066.

    "É uma descoberta fantástica e que caiu do céu", disse o administrador da escavação, Roger Bland. "Vai nos fazer repensar a Idade Média".

    O tesouro inclui elmos com adornos intricados, como cristas entalhadas com animais correndo, espadas enfeitadas e uma peça de jogo de damas incrustada com ouro. Um bracelete de ouro traz uma inscrição em latim pedindo a Deus que afaste os inimigos do usuário.

    Os anglo-saxões eram um grupo de tribos germânicas que invadiu a Inglaterra em meio ao colapso de Roma. Seus artesãos criaram objetos notáveis, e sua língua, o velho inglês, é uma precursora do inglês atual.

    O tesouro foi descoberto onde antigamente ficava Mércia, um dos cinco grandes reinos anglo-saxões, e deve datar de entre 675 e 725.

    Para Terry Herbert, o desempregado que fez a descoberta na fazenda de um amigo, o ocorrido foi "mais divertido que ganhar na loteria".

    O homem de 55 anos passou cinco dias explorando o campo sozinho antes de se dar conta de que precisaria de ajuda e chamar as autoridades. Arqueólogos profissionais assumiram a partir daí.

    Só o ouro encontrado pesa 5 quilos, e indica que a Inglaterra medieval era mais rica do que se imaginava, disse Leslie Webster, ex-curadora de arqueologia anglo-saxã do Museu Britânico.

    Ela disse que cruzes e outros artefatos religiosos misturados com o material militar podem lançar nova luz sobre a relação entre cristianismo e os belicosos anglo-saxões. Uma grande cruz pode ter sido levada aos campos de batalha.

    O achado foi declarado oficialmente um "tesouro" por peritos nesta quinta-feira, o que significa que será avaliado por especialistas e oferecido a museus que se interessem em comprá-lo. O dinheiro da venda será dividido entre Herbert e o dono da fazenda.

    Bland não ofereceu um valor para o achado, mas disse que os dois podem estar a caminho de receber "uma soma de sete dígitos".

    Kevin Leahy, o arqueólogo que catalogou o achado, disse que o conjunto inclui dezenas de coberturas de pomo - elementos decorativos que se prendiam ao cabo da espada - e parece composto do saque que se segue a uma batalha. Beowulf, o poema épico anglo-saxão, descreve guerreiros retirando os adornos do pomo das espadas dos inimigos, como souvenirs.


    Tags: história, idade média, arqueologia

    quinta-feira, 24 de Setembro de 2009

    MEMÓRIA DOS VOLUNTÁRIOS RUSSOS DA GUERRA CIVIL ESPANHOLA


    Uma exposição recorda aos 2.150 soldados que lutaram pela Republica Espanhola

    A participação militar de voluntários da União Soviética na guerra civil Espanhola, da o fio condutor da exposição inaugurada ontem na Prefeitura de Madri.Seu responsável é catedrático de História da Universidade do país Basco, Ricardo Miralles.A mostra exibe um relato detalhado sobre o contingente de técnicos, pilotos, tanquistas, intérpretes e e assessores militares e de inteligência enviados à Espanha a pedido do chefe doGoverno Espanhol, José Giral, em 22 de julho de 1936, quatro dias depois da tentativa de Golpe de estado contra o Governo eleito da Republica.
    ¨O número de voluntários soviéticos, que vieram a Espanha entre 1936 e 1939 foi de 2.150, dos quais damos os nomes, fotos e dados básicos de cada um ¨, explica Ricardo Miralles.¨Esse número contrasta com o das tropas enviadas a lutar contra a Republica Espanhola pela Alemanha de Hitler e a Itália Mussoliniana: 19.000 da legião Condor e 80.000 respectivamente¨, explica.
    E detalha: que os 35.000 comunistas das Brigadas Internacionalistas ¨não procediam da URSS; o franquismo exagerou a presença russa na Espanha por razões propagandísticas e minimizou a ajuda nazista e fascista¨, assegura.¨ Além disso, acrescenta Miralles, ¨a revolução soviética contava então com 19 anos de vida e não era nem de longe, a superpotência que chegaria a ser depois da II Guerra Mundial. Apesar disso a ajuda material da URSS ( junto com México, foram os 2 unicos países que apoiaram a Republica ) permitiu a esta seguir lutando 3 anos mais.A identificação dos combatentes foi possível graças a Associação de Voluntários da Guerra civil Espanhola com sede em Moscou, que recompilou essa documentação de maneira minuciosa. Também se utilizou documentos do arquivo do PCE, onde foi achada a relação de fotos dos combatentes e dos 194 caídos em combate, assim como lembranças pessoais de Adelina Kondratieva, então intérprete dos aviadores russos e que estava ontem em Madri.
    Na exposição se inclue a composição À SUA SAÚDE ESPANHA, de DMITRI SHOSTAKÓVICH, dedicada à República Espanhola.

    Fonte: El País
    Tradução de: AGEU ALVES DOS SANTOS

    quarta-feira, 23 de Setembro de 2009

    NAZISTAS E JUDEUS AGITADOS

    FAZEM 70 ANOS QUE SE INICIOU A 2ª GUERRA MUNDIAL E UM DOS CAPÍTULOS COLATERAIS MAIS ATERRORIZADORES FOI O EXTERMÍNIO DOS JUDEUS.QUANDO SE DIZ NAZISTA, ISSO TRAZ A SUA EXPRESSÃO CONTRÁRIA : JUDEU.
    POR SER TÃO ESTRANHO, ACREDITO QUE SEJA INTERESSANTE RESUMIR UM CURIOSO LIVRO EDITADO AQUI NA ESPANHA.
    TRATA-SE DE CIRCUNSTÂNCIAS QUE PERMANECERAM SECRETAS OU QUE POUCOS SABIAM, A RESPEITO DE PACTOS, ACORDOS OU COMUNHÃO DE INTERESSES ENTRE HITLER E OS JUDEUS SIONISTAS.
    O LIVRO EM FORMA DE ROMANCE, CONSTA DE DOCUMENTAÇÃO À PARTE SOBRE A IDONEIDADE DOS DADOS EMPREGADOS.O TÍTULO:O EXPEDIENTE SIÓN, EDITADO POR SEPHA, EDICIONES Y DISEÑO, SL, PUBLICADO EM 2007.
    SEU AUTOR BENITO CABO, GRADUADO EM DIREITO PELA UNIVERSIDADE COMPLUTENSE DE MADRI- ESPANHA.
    O RELATO COMEÇA PELO FRETAMENTO DE UM NAVIO CHAMADO SPARTA, QUE PARTIU A 12 DE DEZEMBRO DE 1941, DO PORTO ROMENO DE CONSTANZA COM 769 JUDEUS ROMENOS QUE ASPIRAVAM- MEDIANTE UM CARO PAGAMENTO- CHEGAR AO PORTO DE HAIFA NA PALESTINA.FAZIAM MAIS DE 2 ANOS PORTANTO QUE SE HAVIA INICIADO O CONFLITO E ASSINADOS OS PACTOS GERMANO-SOVIÉTICOS E EM SEGUIDA AS HOSTILIDADES ENTRE ALEMANHA E URSS.
    O NAVIO NA REALIDADE, CONFIRMADO DOCUMENTALMENTE, SE CHAMAVA STRUMA ,DE BANDEIRA PANAMENHA, SUA CARGA HUMANA E SUA ODISSEIA PELO MEDITERRÂNEO DURANTE 74 DIAS VAI REFLETIDA NO LIVRO CITADO COM MINUCIAS.COMO É POSSÍVEL QUE ESSE QUASE UM MILHAR DE HEBREUS TENTARAM ALCANÇAR A TERRA PROMETIDA NAQUELAS DATAS E E EM TAIS CONDIÇÕES?QUANDO DEPOIS DE PENOSA NAVEGAÇÃO, AVISTAM TERRA PALESTINA, AS AUTORIDADES BRITÂNICAS - ODIADAS POR JUDEUS E ÁRABES - DO PROTETORADO EXERCIDO COM DUREZA, JÁ ANDAVAM POR AQUELAS PARAGENS, SUSPEITANDO DA MANOBRA, NEGAM O DESEMBARQUE.TENTAM NOVAMENTE DESEMBARCAR EM ISTAMBUL, SENDO A AUTORIZAÇÃO NOVAMENTE NEGADO. E AO FIM DE MAIS DE 2 MESES DE PENOSO PÉRIPLO A 10 MILHAS DE ISTAMBUL , UM SUBMARINO RUSSO LANÇA UM TORPEDO QUE AFUNDA A NAVE.
    SÓ SE SALVA UMA PESSOA, CUJO NOME APARECE E AGORA VIVE NOS ESTADOS UNIDOS.A CHAVE QUE PERMITE REVELAR A HISTÓRIA É AO MESMO TEMPO INCRÍVEL E VEROSSÍMIL.OS JUDEUS SIONISTAS SE COLOCAM EM CONTATO COM AS AUTORIDADES ALEMÃES ATRAVÉS DO EMBAIXADOR EM ANCARA, FRANZ VON PAPENEX CHANCELER DA REPUBLICA DE WEIMAR E SÓLIDO ALIADO DE HITLER.A PROPOSTA ERA SIPLES: ALEMANHA APOIARIA A INSTALAÇÃO DOS JUDEUS NA PALESTINA, ONDE UM COMANDO ESPECIALIZADO ASSALTARIA A CIDADE COSTEIRA DE HAIFA; OS JUDEUS DISTRIBUIDOS POR TODA A EUROPA AFLUIRIAM A ISRAEL PARA FUNDAR UM ESTADO AUTÔNOMO E UMA BASE ALEMÃ, CORTARIA TODO O FORNECIMENTO DE PETRÓLEO ÁRABE. ROMMEL COMPLETARIA O CERCO AS BASES DA GRÃ-BRETANHA NO ORIENTE PRÓXIMO. HITLER CONCORDOU, FAZENDO DISTINÇÃO ENTRE SIONISTAS E JUDUES EM GERAL.
    INTERESSANTE SEM DUVIDA, POR SER UMA VERSÃO ASSUMIVEL, A SUPREENDENTE ALIANÇA DE PARTE DO POVO JUDEU E SEUS VERDUGOS.

    FONTE: EL PAÍS